" Um professor influi para a eternidade; nunca se pode dizer até onde vai sua influência."
(Henry Adams)

domingo, 19 de junho de 2011

Educação Infantil e saúde


A educação infantil tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança até cinco anos de idade. Esse desenvolvimento depende tanto dos cuidados relacionais, que envolvem a questão do afeto quanto dos cuidados com os aspectos biológicos do corpo, bem como da qualidade da alimentação, dos cuidados em relação à saúde, e de como esses cuidados são oferecidos.
A escola é o local onde os programas de educação e saúde pode ter maior e melhor repercussão porque podem abordar e influenciar o educando nas melhores fases de sua vida: infância e adolescência. O aproveitamento dessa relação entre educação e saúde permite o desenvolvimento de bons hábitos de higiene e saúde na medida que, possibilita promover melhorias nas condições de saúde das crianças e, conseqüentemente, propicia um melhor aproveitamento escolar, através do desenvolvimento de ações preventivas, educativas e curativas.
Este texto é um resumo do tema: Saúde em instituições de educação infantil, de Prates e Oliveira no livro Educação Infantil pra que te quero? e pretende, através das leituras dos textos de referências estudados, refletir, ampliar ou mesmo modificar nosso olhar para os cuidados necessários a saúde das crianças nas instituições de educação infantil, tendo em vista que o educador infantil deve estar preparado para prestar esses cuidados de forma profissional e qualificada.
Educação e Saúde
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) o conceito de saúde é entendido como:
(...) um estado de completo bem-estar. Isso significa estar bem nos aspectos físico, mental e social. Em outras palavras, saúde não é apenas a ausência de doenças e, sim, um bem que pertence ao indivíduo e à coletividade. É, também, relacionada com a qualidade de vida da sua comunidade e de sua família. A legislação brasileira deixa claro que a saúde é um direito de todos e um dever do Estado (Constituição Federal, artigo 196), a ser garantida por meio de políticas sociais e econômicas. Indiretamente, portanto, a legislação está falando da higiene e da educação. (Higiene e segurança nas escolas – Brasília, 2008, p. 21)
Compreendendo a saúde como fenômeno complexo, construído na cultura, ou seja, nos modos como vivemos a vida e organizamos nosso cotidiano e interagimos com o meio físico e social, fica para nós o questionamento: Por que trabalhar conceitos de saúde na Educação Infantil? Porque saúde nos dá idéia de busca do equilíbrio biopsicossocial na criança, bem como a relação da mesma com seu ambiente.
Falar sobre saúde na Educação Infantil implica promover ações de higiene, prevenção de doenças e de acidentes e a realização de atividades que busquem o crescimento e o desenvolvimento da criança de forma integral. Nesse sentido, quando trabalhamos higiene temos a percepção de que além de prevenir doenças, também estamos promovendo saúde no contexto da Instituição.
A Instituição de educação infantil é um espaço de interação, aprendizado, convívio, solidariedade, participação, onde as crianças desenvolvem suas potencialidades e constroem conhecimento. As ações de saúde permeiam todas as atividades desenvolvidas na Educação Infantil. Enquanto se cuida, se age pedagogicamente e essas ações se entrelaçam. Considerando que muitas crianças permanecem grande parte do seu dia nas instituições de Educação Infantil precisamos oferecer-lhes um ambiente saudável. É necessário que nós educadores compreendamos que saúde é expressão de vida. Para tanto, o compromisso com as diferentes necessidades infantis que emergem no cotidiano pedagógico, nos leva a refletir as diferentes formas de cuidar e assistir em saúde.
Importância dos registros de saúde da criança para a instituição
Na educação infantil, a entrevista de admissão com os pais é uma oportunidade de conhecer a criança de forma integral, ao elaborarmos questionamentos quanto aos aspectos físicos, psicológicos e pedagógicos. A entrevista permite conhecer hábitos, rotinas, peculiaridades, aspectos de saúde, dados do crescimento e desenvolvimento infantil, fornecer orientações e/ou esclarecer dúvidas. É necessário registrar essas informações que subsidiarão a prática em formulários próprios. Esse recurso permite ainda anotar as intercorrências, encaminhamentos, manter atualizados os dados de saúde, como, por exemplo, a vacinação.
Segundo Prates e Oliveira (2001, p.43):
 A escola de educação infantil deverá comunicar aos pais ou encaminhar aos serviços de saúde a criança que apresentar alterações de saúde. Ficará a critério de cada instituição e de acordo com o problema apresentado, a permanência da criança naquele local.”
Por isso é importante o estabelecimento do diálogo permanente entre os educadores e a família permitindo assim, respeitar e valorizar a criança enquanto indivíduo único, além de possibilitar o reconhecimento de suas potencialidades, suas condições de vida, onde educadores e família, também possam ser vistos como agentes de saúde, formadores de comportamentos, de valorização da vida e de saúde.
Em relação à administração de medicamentos a instituição de educação infantil deve levar em consideração o vinculo da receita médica, ou orientação por escrito da família sobre que medicação administrar e nunca oferecer a criança medicação por conta própria.
Referência:
CRAIDY, Carmem; KAERCHER, Gládis E. Educação Infantil: Para que te quero?  In: PRATES, Cibeli de Souza; OLIVEIRA, Maíra Sanhudo de. Temas de Saúde em Instituições de Educação Infantil. ARTMED, 2003, 39-60.

Um comentário:

  1. Muito interessante. Sem dúvida, concordo que "a escola é o local onde os programas de educação e saúde pode ter maior e melhor repercussão porque podem abordar e influenciar o educando nas melhores fases de sua vida: infância e adolescência."
    Em especial, no caso da educação infantil, em que são plantadas sementes de hábitos como os de higiene e de competências como as psicomotoras e interpessoais, é importante observar cuidadosamente as crianças e selecionar judiciosamente as arividades adequadas para elas. Sobre atividades desenvolvidas na educaço infantil e habilidades estimuladas nessa etapa, achei um texto interessante em http://educacaoinfantil.net.br/atividades-desenvolvidas-na-educacao-infantil/

    ResponderExcluir

Minhas antigas turminhas!